EUA ameaça com golpes preventivos perante a ameaça de ciber-ataques

Os Estados Unidos realizarão golpes preventivos perante a ameaça de ciber-ataques contra instalações vitais, informou o secretário de Defesa Leon Panetta.

“Se detectarmos um perigo iminente de ataque capaz de causar destruições nos Estados Unidos ou matar cidadãos norte-americanos, necessitamos ter a opção de tomar medidas contra os potenciais atacantes”, declarou o chefe do Pentágono, citado pela agência de notícias Reuters.

Num discurso realizado quinta-feira numa reunião de executivos empresariais em Nova Iorque, Panetta informou que os inimigos dos Estados Unidos pretendem criar ferramentas avançadas para atacar sistemas de controle informáticos que controlam plantas químicas, de electricidade, água e transportes. As suas ações poderiam causar pânico, destruição e até vítimas mortais, advertiu.

Semelhantes ciber-ataques contra infraestruturas críticas, segundo ele, poderiam resultar num “ciber Pearl Harbor”.

Ciber-ataquesLamentou que poucas empresas privadas realizam inversões em segurança informática. Recordou que a companhia petroleira estatal da Arábia Saudita ARAMCO e a empresa de gás natural do Catar, Rasgas, sofreram ciber-ataques a grande escala durante os últimos meses, entre os quais o atribuído ao vírus destrutivo Shamoon.

“Mais de 30.000 computadores infectados por este vírus (em ARAMCO) ficaram inutilizados e tiveram que ser substituídos”, disse.

Panetta avisou os potenciais agressores que o seu país “tem a capacidade para localizá-los e fazer-lhes responder pelas ações que possam prejudicar os Estados Unidos”.

Autor: Ria Novosti

Fonte: ARGENPRESS.info

Tradução: SionismoNet

,

Comments are closed.