EUA procurava terroristas no Palácio Presidencial do Brasil?

O programa de espionagem massivo dos EUA a nível mundial, revelados por Edward Snowden, ex-funcionário da Agência Central de Inteligencia doe EUA (CIA), provocaram indignação a nível mundial, especialmente nos afetados.

Marco Aurélio Garcia, um dos principais assessores da presidenta Dilma Rousseff, criticou duramente os EUA por espiarem o Brasil. Preguntou se procuravam terroristas no palácio presidencial.

Marco Aurélio Garcia pede explicações aos EUAMarco Aurélio Garcia, que é uma personalidade muito próxima da presidenta Rousseff, de visita ao Chile, qualificou a espionagem como “injustificada” e afirmou que os EUA não podem utilizar essa justificação porque o “Brasil não dá abrigo a terroristas”, defendendo a tese de que existiriam motivações econômicas.

“Temos informações precisas: Petrobras foi espiada, bem como o gabinete presidencial. Que querem dizer? Que existem terroristas em Petrobras ou que procuravam terroristas no palácio presidencial?”, preguntou Marco Garcia.

Também declarou que estes atos de espionagem “são uma flagrante violação das leis internacionais, dos direitos humanos e dos direitos econômicos” do Brasil. Afirmou que o Brasil espera “não apenas esclarecimentos” mas sobretudo desculpas.

Em setembro deste ano, a rede de televisão Globo divulgou diversos documentos dados a conhecer pelo ex-analista da Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA) Edward Snowden, que revelaram que as comunicações da presidenta Dilma Rousseff, de seus principais assessores, da Petrobras e de milhões de brasileiros, eram sistematicamente espiados pelos serviços secretos norte-americanos.

As autoridades brasileiras, além de exigir desculpas de Washington, afirmam que denunciarão o caso perante a Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: http://hispantv.com/detail/2013/10/12/244271/asesor-de-rousseff-critica-espionaje-eeuubuscaban-terroristas-palacio-presidencial

, ,

Comments are closed.