EUA tortura e maltrata prisioneiros afegãos.

AfeganistãoAs autoridades afegãs denunciaram sábado maus-tratos e abusos cometidos por norte-americanos nas prisões dirigidas por militares dos EUA no Afeganistão. 

Segundo um relatório publicado pela comissão investigadora do país asiático, as tropas estadunidenses efectuaram maus-tratos e torturas na prisão de Bagram, ao norte da capital afegã, Kabul. Esta denúncia realizou-se depois da visita do presidente da Comissão de Controle da Constituição, Gul Rahman Qazi, visitara Bagram a pedido do chefe de estado afegão, Hamid Karzai, informa a agência de noticias AFP. 

Qazi informou que os presos confessaram terem sido torturados, privados de luz e de comida, e até de não terem sido postos em liberdade, apesar de já terem cumprido a pena.  

Informou contudo que as forças militares norte-americanas confirmaram em certas ocasiões que los afegãos detidos eram suspeitos de extremismo. Por isso transmitiu a mensagem do presidente Karzai, que exige aos EUA deixar em imediata liberdade qualquer pessoa que se encontre detida sem qualquer evidência.

Segundo o relatório, o número de queixas de maus-tratos executados por afegãos é bastante menor que os infrigidos pelos norte-americanos. A prisão de Bagram, localizada em frente da base aérea norte-americana homónima, tem cerca de 3 mil presos. 

A semana passada, Karzai solicitou a Washington a passagem do pleno controle desta prisão para as autoridades afegãs, em virtude de, segundo a Constituição de Afeganistão, não serem permitidas prisões dirigidas por estrangeiros.

Fonte: HispanTV

, ,

Comments are closed.