Um homem em Califórnia mata uma das suas filhas, fere a outra e suicida-se

O cidadão norte-americano Anthony Álvarez suicidou-se esta segunda-feira depois de atirar com arma de fogo contra as suas das filhas; uma delas perdeu a vida e a outra  ficou gravemente ferida, tal como informaram as autoridades locais.

A tragédia teve lugar numa zona residencial em Orosi, uma povoação com cerca de 9 000 habitantes, localizada em Valle Central de Califórnia (EUA), a umas 20 milhas a sudeste de Fresno.

Jennifer Kimble, de 37 años, foi encontrada morta em virtude dos disparos recebidos; era filha de Álvarez e mãe dos três menores que habitavam na casa, dois meninos de 11 e 13 anos e uma menina de oito.

Abuso de armas de fogo nos EUA

A outra filha, Valerie Álvarez, de 33 anos, apresentava uma ferida de bala e foi transportada, em estado crítico, ao hospital de Fresno, onde foi operada.

Segundo o sargento Chris Douglass, a investigação continua e as autopsias realizar-se-ão ainda durante esta semana.

Também informou que os investigadores não duvidam do fato de que Anthony Álvarez disparou contra as suas filhas e posteriormente se tenha suicidado.

Desde 14 de dezembro de 2012, quando se deu a tragédia de Newtown (no estado de Connecticut, oeste do país) que deixou um saldo de 20 crianças e seis adultos mortos, a posse de armas de fogo converteu-se num tema central de debate nos Estados Unidos, onde as armas são o motivo da morte de mais de 30 mil pessoas cada ano.

Os EUA têm uma média diária de 87 mortes por violência armada e uma média diária de 183 feridos, segundo dados do Laboratório Criminal da Universidade de Chicago e os Centros para Controle e Prevenção de Doenças.

Tradução: SionismoNET

Fonte: HispanTV

Comments are closed.