Segundo diário chinês, extraditar Snowden aos EUA sería uma “traição” de confiança

“A possível extradição do ex-agente da CIA Edward Snowden para os Estados Unidos, é uma “traición” da confiança na democracia em Hong Kong.

O diário oficial chinê “Global Times“, além de defender esta posição, declarou hoje que a extradição para os Estados Unidos de Snowden seria uma “quebra de prestígio” para o governo de Pequim.

“Extraditar a Snowden aos Estados Unidos seria uma traição à confiança de Snowden, além de uma decepção das expectativas do mundo inteiro”, escreve o diário na sua edição inglesa.

Extradiçao de Snowden

Segundo o diário chinês, o ex-membro da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) “acredita na democracia e liberdade de Hong Kong”, onde atualmente se encontra.

Snowden, que também é funcionário de uma empresa subcontratada pela Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) declarou que foi ele quem revelou informação classificada sobre as agências federais norte-americanas e as suas ações de espionagem nas comunicações.

Segundo o diário chinês a revelação que fez Snowden “não prejudicou ninguém”, pelo contrário, alertou “sobre a violação dos direitos civis executada pelo governo” dos Estados Unidos.

Global Times adverte que Pequim extradita Snowden aos Estados Unidos “a imagem de Hong Kong ficaria manchada para sempre”, ao mesmo tempo que “provocaria mais problemas” na ex-colônia britânica e na China.

Um inquérito publicado domingo mostra que metade dos residentes de Hong Kong são contra a extradição e várias centenas de pessoas manifestaram-se sábado contra essa possibilidade.

O governo da República Popular da China ainda não se pronunciou sobre o caso de Edward Snowden, que se encontra em Hong Kong desde 20 de maio. Um porta-voz do Ministério chinês de Assuntos Exteriores declarou, a semana passada, que não tinha “nenhuma informação” que proporcionar.

Tradução: Sionismo.NET

Fonte: HispanTV

,

Comments are closed.